Av. Alan Turing, nº 805 - Barão Geraldo – Campinas

ITE/FACAMP cresce em maio e reforça otimismo para 2021

Tabela 1: ITE/FACAMP mensal (variação em %)

Comparações Abril 2021 Maio 2021
Mês anterior (com ajuste sazonal) 1,3 2,4
Média Móvel Trimestral[1] 0,4 1,4
Mesmo mês ano anterior 29,5 20,9
Acumulado 12 meses 4,4 6,9

                    Fonte: Elaboração NEC/FACAMP a partir dos dados da CCEE

 

O Índice de Tendência Econômica da FACAMP (ITE/FACAMP)[2] subiu 2,4% em maio de 2021 em relação ao mês anterior, já descontados os efeitos sazonais. Com o resultado, o índice alcançou o maior patamar desde março de 2014 e a média móvel trimestral avançou 1,4%, indicando com mais clareza a retomada da trajetória de crescimento verificada no segundo semestre de 2020. Em que pese essa boa notícia para o curto prazo, a atividade econômica medida pelo ITE ainda segue abaixo do pico registrado no terceiro trimestre de 2013 (-2,8).

De maneira geral, o comportamento do índice na margem reflete os efeitos da flexibilização da quarentena verificados já na segunda quinzena de abril, a capacidade de adaptação de alguns setores à pandemia, a retomada da economia mundial e os impactos do novo auxílio emergencial, que injetou quase R$ 18 bilhões na economia brasileira até maio. Ademais, a mudança do padrão de consumo advindo dos novos hábitos pós-pandêmicos também tem contribuído para o forte crescimento de alguns setores industriais. É o caso da indústria da construção civil, especialmente do segmento de Minerais Não-Metálicos, que cresce acima do nível pré-pandemia. Os setores Metalúrgico e de Máquinas e Equipamentos também se destacam no período recente puxados pela demanda externa, pelos gargalos ainda presentes nas cadeias produtivas globais, pelo bom desempenho do agronegócio e pela depreciação do real. No entanto, apesar do resultado positivo, o descompasso entre o desempenho setorial e a recuperação da demanda agregada, especialmente do consumo das famílias, compromete as expectativas de médio e longo prazo. Conforme o professor Ricardo Buratini do NEC/FACAMP, “o cenário negativo do mercado de trabalho pode limitar as perspectivas de crescimento para 2022, concentrando o dinamismo em setores ligados ao mercado externo e às faixas maiores de renda”.  

Assim, embora o avanço da vacinação e a prorrogação do auxílio emergencial forneçam um bom horizonte para o segundo semestre de 2021, a recuperação pode ter fôlego curto se o trabalho e a renda não caminharem na mesma direção e se a escalada inflacionária, verificada ao longo da pandemia, não ceder. “A recuperação dos serviços, principal setor empregador, e a maior difusão do crescimento da produção industrial serão fundamentais para a continuidade do crescimento após 2021. A pressão da crise do setor elétrico sobre os preços e o aumento sucessivo da taxa básica de juros pelo Banco Central são os principais entraves para tal retomada” complementa o professor José Augusto Gaspar Ruas do NEC/FACAMP.

O avanço da vacinação poderá não ser suficiente para lidar com a crise energética e a debilidade do mercado de trabalho, que comprometem não apenas a amplitude do crescimento em 2021, mas a continuidade do crescimento econômico nos próximos anos. O enfrentamento desses dois problemas pelo governo determinará o ritmo de recuperação da atividade econômica no futuro.

 

 

[1] A média móvel trimestral avalia o resultado da variação do último trimestre móvel, ou seja, compara a média dos últimos três meses, incluindo o mês atual, com a média dos três meses anteriores ao mês corrente. Por considerar a média do último trimestre móvel, seu resultado acaba sendo mais suave e capaz de captar uma tendência menos volátil da série a analisada.

[2] O ITE/FACAMP é calculado a partir do consumo de energia tomando informações públicas disponibilizadas pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O ITE possui um coeficiente de correlação de Pearson (r) de 0,87 ante o IBC-br do Banco Central em maio de 2021. Em relação ao PIB, o coeficiente de correlação é de 0,85 em dezembro de 2020. Para mais detalhes sobre a metodologia do ITE/FACAMP, veja https://www.facamp.com.br/pesquisa/economia/nec-facamp/

Related Posts

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.