Av. Alan Turing, nº 805 - Barão Geraldo – Campinas

Alta dos serviços em abril reflete instabilidade do setor em 2021

O setor de serviços apresentou crescimento de 0,7% em relação a março. De acordo com a última Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, publicada em 11 de junho de 2021, os serviços voltaram a crescer depois da queda verificada em março. Entretanto, esse resultado não foi capaz de levar o setor aos mesmo nível de atividade verificado antes da pandemia.

Os serviços prestados às famílias foram o grande responsável pelo aumento. Após uma queda de 28% em março, este seguimento cresceu 9,3% em abril, puxado pela reabertura gradual iniciada na segunda quinzena do mês. Os serviços de informação e comunicação também apresentaram crescimento expressivo, de 2,5%. Essa alta foi puxada principalmente pelo crescimento de 5,3% dos serviços de tecnologia da informação.

Os destaques negativos foram o setor de serviços profissionais e administrativos (-0,6%) e outros serviços (-0,9%). Os serviços de armazenagem e transporte não apresentaram alteração, entretanto cabe ressaltar a queda de 15,5% no transporte aéreo, reflexo do recrudescimento da pandemia. 

O crescimento do mês de abril foi superior à média do período pandêmico (0,3%). Este bom resultado se deve sobretudo a um efeito combinado de menores restrições às atividades econômicas e de uma baixa base de comparação – em março as medidas de restrição de circulação foram intensificadas, diante do aumento de mortes diárias verificadas neste mês, fazendo com o que o setor apresentasse uma queda expressiva (-3,1%). Este efeito também é sentido na comparação com o ano de 2020: houve um aumento de 19,6% dos serviços na comparação entre abril de 2021 e abril de 2020, o maior resultado no ano até o momento.

Fonte: IBGE. Elaboração NEC/FACAMP

 

Núcleo de Estudos de Conjuntura

José Augusto Gaspar Ruas

Thiago Dallaverde

Related Posts

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.
× Olá! Como podemos ajudar?