Av. Alan Turing, nº 805 - Barão Geraldo – Campinas

Queda do setor de serviços em março reflete recrudescimento da pandemia

Setor de serviços apresentou queda de 4% em março. De acordo com a última Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, publicada em 12 de maio de 2021, os serviços apresentaram o pior resultado em 11 meses. Após um resultado positivo expressivo em fevereiro, o resultado negativo de março interrompeu a gradual retomada do nível de atividade do setor. No acumulado no ano, o volume de serviços se encontra 0,8% abaixo do verificado no mesmo período de 2020, apesar da comparação com março de 2020 apresentar um crescimento de 4%.

Em relação a fevereiro, apenas 2 categorias apresentaram crescimento. Os serviços de informação e comunicação e outros serviços cresceram, respectivamente, 1,9% e 3,7%. Esse crescimento foi puxado principalmente pelos serviços de áudio (4,1%) e pelos serviços de tecnologia da informação (4,1%).

O destaque negativo foram os serviços prestados às famílias, que caíram 27%. Os serviços de transporte e armazenagem e os serviços profissionais também apresentaram retração (-1,9% e -1,4%). Esses resultados foram fortemente influenciados pela queda de 10,2% do transporte aéreo e de 5,4% dos serviços administrativos.

Resultado de março retrata a realidade do efeito da pandemia na economia. A trajetória de recuperação da economia ao longo da pandemia esteve fortemente associada ao afrouxamento das medidas restritivas de circulação de pessoas e da atividade econômica, sobretudo daquelas que são menos essenciais e apresentam maior risco de contágio, como são os serviços. O prolongamento de um período de alto contágio e mortes, seja pela ineficiência na aquisição de vacinas ou pela ausência de controles e cuidados mais efetivos, aumenta ainda mais as incertezas econômicas e torna qualquer retomada circunstancial e de folego curto. A trajetória do setor de serviços até o momento indica que só poderemos ter um período de crescimento sustentado mediante uma vacinação em massa. Infelizmente, este ainda é um cenário distante.

Fonte: IBGE. Elaboração NEC/FACAMP

 

Fonte: IBGE. Elaboração NEC/FACAMP

 

Núcleo de Estudos de Conjuntura

José Augusto Gaspar Ruas

Thiago Dallaverde

 

Related Posts

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.